2 de abr de 2009

Massa informe e malcheirosa descoberta no centro de Brasília

Boa noite. Na última sexta-feira um grupo de adolescentes queimaram carteiras na Praça São Cristóvão. Os estudantes alegaram estar fazendo um “manifesto contra o mau cheiro” quem vem ocorrendo no país.

Os responsáveis pelo governo do “local fedido” não souberam esclarecer o motivo do tal odor. No sábado de manhã, aparentemente quase dois milhões de pessoas, já se encontravam no local, reclamando de sentirem o mesmo fedor, mas manifestando cada um da sua forma. Enquanto os estudantes queimavam carteiras, ali perto presidiários queimavam colchões e um grande grupo de homossexuais queimava a rosca.

Hoje domingo, o odor é tanto que máscaras de oxigênios estão sendo distribuídas em postos de saúde. O atual presidente do país, diz que a culpa do mau cheiro vem de águas passadas e que se partido lutou contra ele por muito tempo.

Líderes da oposição bateram o pé na merda e não aceitaram as acusações. “Quando colocar a Dilma no governo, saberemos qual passado iram culpar pelo problema da privada do país”.

Na parte da tarde, crianças no sul do Amapá se divertiam em meio a toneladas de merda, enquanto as do Sul do País pulavam em merda congelada.

Radicais espirituais se debruçavam em merda pelas ruas com placas alegando ser a “Nova era dos Ruminantes”, aparentemente, as vacas foram deixadas em casa sobrando apenas o excremento brasileiro.

A conclusão que a população chegou foi que apareceu enfim a grande cagada nacional.

Um comentário:

Anônimo disse...

eshttp://tireodedodomeublog.blogspot.com